28

fev

Aviso: ninguém se importa com você

Outro dia eu comentei com uma, duas ou três pessoas que fazia tempo que eu não publicava um post aqui. Porque negligenciar blog desnecessário é uma daquelas preocupações que você tem na vida, sabe.

Mas o ponto é que eu não estava negligenciando o blog por falta de tempo — quero dizer, não apenas por falta de tempo. E nem era por falta de assunto. Coisas acontecem, coisas sempre acontecem, e eu sempre tenho uma opinião desinformada para compartilhar.

Eu não ando escrevendo porque tem coisas que eu não acho bom escrever em voz alta (deu pra entender). De vez em quando eu aceito que sou vaca e BOOM, odeio dividir a casa com meu avô. Mas na maior parte do tempo você se controla, bate uma ou duas ou três portas e supera.

Porque, afinal, o que os outros vão pensar?

Aí chega esse link no meio da semana: How to stop giving a F@$% what people think. Ironicamente, vamos ter consideração e escrever “F@$%”, amigos. Pensem nas crianças.

Mas aí você vai lendo o texto e puxa, realmente, esse negócio de se importar com o que os outros pensam sobre mim é egocentrismo demais. Porque a verdade é que ninguém se importa. Você está pensando no que os outros pensam sobre você, e não sobre os outros. E assim é com todo o resto da humanidade, então a verdade é que estamos todos pensando no que os outros pensam sobre nós (mas não sobre os outros, porque BORING).

Mas não pode ser só isso.

Claro que é idiota pensar que alguém se importa com a roupa que você usa (até alguém no trabalho decidir dizer que achou sua roupa meio curta — oi?) porque o mundo não gira em torno de você.

Mas aqueles causos e opiniões que eu não ando escrevendo? Aquelas coisas que acontecem, que sempre acontecem? Elas não são só sobre mim. Existem outras pessoas no mundo — outras pessoas olhando para o próprio umbigo em boa parte do tempo e eventualmente julgando os centímetros de perna à mostra dos outros –, e eu não preciso e provavelmente não devo parar de ligar para todas elas.

Eu posso muito bem aceitar que ninguém liga e eu vou escrever sem censura sobre todos os lugares que eu chamo ou já chamei de casa. Mas eu posso escrever sobre a casa dos outros?

Deixe um comentário